Foi criado em Paris, a cidade das luzes, o primeiro hotel literário: le Pavillon des Lettres.
Tem tantos quartos como as letras do alfabeto: 26, cada um dedicado a um autor, “recitando” um texto do mesmo.
A ideia é conjugar a arte da escrita com a estética da decoração para homenagear os talentos da literatura francesa e internacional.

Só precisa de escolher se quer dormir com as palavras de Andersen, Baudelaire, Calderon, Diderot, Eschyle, Flaubert, Goethe, Hugo, Ibsen, James, Kafka, La Fontaine, Musset, Nerval, Ovid, Proust, Queiroz, Rousseau, Shakespeare, Tolstoy, Urfe, Voltaire, Woolf, Xenophon, Yeats ou Zola… e reservar:

http://www.pavillondeslettres.com/uk/index.php

PróximoRead more articles

Deixe uma resposta